• 0 votos - 0 média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Por que O travesti sumiu, A travesti ficou, e a falta que ele faz
#1
Sou só eu que enlouqueci?

De uns anos para cá, quando visito comunidades ou espaços LGBTQ+ da atualidade, percebi que a palavra travesti foi mais uma vez ressignificada, e partir disto cabe a mim não só perguntar mas questionar mesmo:

Desde quando travestir-se é coisa de quem foi educade e socializade para ser homem?

Apenas usar roupas socio-cultural-historicamente consideradas femininas pode ser considerado se travestir desde quando? Então o que é considerado masculino é agora também considerado como sendo equivalente ao unissex pelo visto, e o que é considerado feminino é um tipo de "outro".


Porque A travesti (trans)feminina ficou e O travesti (trans)masculino desapareceu?


Então, a partir do momento em que alguém educade e socializade para ser mulher se veste e parece homem esta mesma pessoa passa automaticamente a ser um homem transgênero?

Será que conseguem entender onde eu estou querendo chegar agora?

Até onde eu sei, travesti foi uma palavra/identidade que mudou várias vezes de significado ao longo do tempo porém mantendo uma conotação inferiorizante ao longo dos anos constante, dentre os vários significados de tal termo, mundialmente, encontram-se os seguintes:

1 - uma expressão de gênero não-conformativa (sinônimo do termo/palavra "crossdresser" do Inglês e sinônimo de drag queen e de drag king), no sentido de o homem que se travesti, a mulher que se travesti;

2 - uma identidade de gênero não-binária de um grupo social em particular constituído de pessoas transfemininas brasileiras ou latino-americanas;

3 - sinônimo de possuir uma identidade de gênero transgênera qualquer que seja ela, ou seja, travesti como um termo "guarda-chuva";

4 - profissão, travesti como uma categoria de profissional do sexo, seja lá qual for a identidade de gênero com a qual se identifica a pessoa.

E para você quem é travesti?

Conhece mais algum significado da palavra travesti que eu não tenha listado?

Será que A travesti não tem mais um par?

O mais interessante dessa diversidade de significados e sentidos da palavra/identidade "travesti" é que ela revela que não existe um consenso nem entre as pessoas gênero não-conformativas (GNC) e nem entre as pessoas LGBTQ+ sobre quem é travesti ou não.
  Responder
#2
Acho que você está juntando o verbo travestir (cuja terceira pessoa do singular seria traveste) com o substantivo travesti.

Existe o uso do verbo pra dizer que "uma pessoa de tal gênero se traveste de outro gênero", de forma que alguns textos antigos falam de "pessoas travestidas", mas isso não significa que essas pessoas se considera(va)m travestis.

Conheço o uso de travesti para se referir a homens cis que se vestem de mulheres para apresentações ou trabalhos sexuais, mas não sei até onde este significado ainda é usado. Assim como o termo transgênero significava basicamente "cisdissidente e/ou inconformista de gênero" para hoje ser "pessoa que se identifica (ao menos parcialmente, geralmente completamente) com gênero diferente do designado ao nascer", o termo travesti mudou (possivelmente) de "pessoa indígena que não é considerada homem em sua sociedade mesmo que tenha corpo de homem sob o ponto de vista eurocêntrico" pra "homem gay passivo inconformista de gênero" pra "pessoa designada como homem ao nascer que se identifica ao menos parcialmente com feminilidade e/ou mulheridade". É possível que alguém use os significados antigos, mas é algo raro e que depende mais de identificação pessoal do que de definições gerais.

Não sei se existe uma quantidade considerável de pessoas transmasculinas, ou de outras pessoas designadas mulheres ao nascimento, que se consideram travestis. Eu só soube de um ou outro relato, e não sei se são de pessoas que realmente se identificaram por anos como travestis ou se são de pessoas que só queriam passar a usar o termo.

Se houveram grupos de travestis que tinham pessoas transmasculinas historicamente (nunca achei nenhum relato falando se existiram ou não), é possível que tenham sido apagados porque, historicamente, pessoas transfemininas são hipervisíveis e pessoas transmasculinas são invisibilizadas. Não só por conta de mascunormatividade (o que aliás não apaga a inconformidade de gênero de mulheres butch ou a cisdissidência de pessoas designadas mulheres ao nascer), mas também por conta de transmisoginia.

Mas é, um dos motivos pelos quais levei tanto tempo pra adicionar travesti na lista de identidades é a questão de muita gente ter opiniões diferentes sobre o quanto o termo é abrangente. Shrug_l2

Mesmo que suas memórias ou experiências sejam divergentes do que ficou mais visível na comunidade, peço que não use retórica capacitista para enfatizar isso.
  Responder
#3
Não sei se tenho muito o que acrescentar além do que já foi dito, mas vamos lá.

Pessoas travestis estão organizadas há umas décadas já. O uso de travesti enquanto uma identidade de gênero por si só não é novidade, tem muitos anos. Claro, por causa de retóricas cissexistas, pode ser que tenha ainda travestis se definindo como "homens femininos", talvez até travestis defendendo sua identidade de forma transmedicalista. E ainda há travestis que também se dizem mulheres, o que pode tornar confuso se pra elas travesti é um gênero ou algum outro descritor.

Até o momento, podemos afirmar que travesti é uma identidade de gênero transfeminina. Até hoje só vi uma única pessoa, que é transmasculina, reivindicando travesti como um termo também para pessoas transmasculinas, e aqui atravessando questões socioecônomicas e culturais. Talvez daqui a um tempo teremos travestis transmasc? Talvez, não sei. Essa discussão ainda não foi feita e, quando for, será entre travestis.

O verbo travestir-se é ofensivo, pois coloca ser travesti como apenas uma expressão ou uma performance, algo que é falso, apenas encenação ou fantasia. Isso com certeza é bagagem de décadas de pensamento cissexista contra travestis.

Assim, não me sinto muito confortável em ficar aqui discutindo sobre o que é travesti quando não há nenhume travesti presente. Tem conteúdos por aí feito por travestis, recomendo pesquisa, consultar outras fontes, ou mesmo entrar em contato com travestis ativistas/militantes. Em todo caso, não é nada recente travesti ser um gênero. Talvez o que esteja ocorrendo contigo é que você está tendo contato com espaços muito desatualizados, infelizmente.
àO
  Responder


Possíveis tópicos relacionados...
Tópico: Autore Respostas: Visualizações: Última mensagem
  Trans e Travesti Sei la 3 3.079 24-10-2018, 06:49 PM
Última mensagem: Aster

Saltar para a área:


Usuáries vendo este tópico: 2 visitante(s)