VitorRubiao
Vitor Rubião
-/elu/e-/éli/e
-/elz/ea/ela/a

Estado:
VitorRubiao is Offline
Última Visita:
02-07-2020, 05:53 PM
Agradecimentos totais recebidos:
2 (0 por dias | 4.76 por cento do total 42)
(Encontrar todos os tópicos onde ganhou agradecimentosEncontrar todas as postagens onde ganhou agradecimentos)
Agradecimentos totais dados:
1 (0 por dias | 2.38 por cento do total 42)
(Encontrar todos os tópicos que agradeceuEncontrar todas as postagens que agradeceu)
Tempo Online:
2 horas, 30 minutos, 42 segundos
Total de Mensagens:
60 (0,06 mensagens por dia | 3.86 porcento do total de mensagens) (Procurar Todas as Mensagens)
Total de tópicos:
9 (0,01 tópicos por dia | 3.18% de todos os tópicos.) (Procurar Todos os tópicos)
A postagem mais Com agradecimento de VitorRubiao
Assunto da postagem Números de Agradecimentos
Gêneros binários 1
Assunto do tópico Nome do Fórum
Gêneros binários Identidades
Mensagem da postagem
Minha interpretação desse tópico:

Bom, pra começo de conversa, os gêneros binários são impostos de acordo com o tal sexo biológico. Então dentro dessa visão cisnormativa da sociedade, quem é do "sexo masculino" (XY, níveis altos de testosterona, testículos e pênis) é homem e quem é do "sexo feminino" (XX, níveis altos de progesterona e estrogênio, ovários e vulva) é mulher. Pessoas intersexo são desumanamente encaixadas de um desses gêneros de alguma forma.

Junto com esses gêneros impostos vêm as noções sociais de longa data, os famosos estereótipos e os papéis de gênero. Isso tudo tem a ver com o comportamento.

Então até aqui, nesse monte de normatividades, o ser homem e o ser mulher são definidos por corpo e comportamento.

Agora, o ser humano é muito complexo e acho que nunca conseguiu seguir perfeitamente e a vida toda esses padrões biológicos e comportamentais. Essas normatividades são furadas porque nem o sexo é binário, e mesmo os perissexos podem ter variações entre si. E sempre houve homens e mulheres pra questionar os comportamentos, mesmo quando 99% do meio os aceitava sem questionar.

Enfim, meu ponto aqui é que homem e mulher estão se tornando identidades tão subjetivas quanto os gêneros não-binários. Cada vez mais teremos homens e mulheres com expressões de gênero diferentes do esperado, que rejeitam os papéis de gênero, querendo se comportar da maneira que acham melhor e mais saudável, etc.

Ah, e como essas identidades estão sendo questionadas e até reconstruídas, acredito que a tendência é essas separações (por exemplo, no esporte) acabarem. O problema não é o homem e a mulher, e sim como a sociedade trata esses gêneros. Por isso não acho que homem e mulher precisam "deixar de existir". Lutar contra a cisnormatividade não é querer acabar com os gêneros binários, é querer acabar com as imposições de gênero. É isso.

Assinatura de VitorRubiao:
àO