• 0 votos - 0 média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
o que qualifica alguém para fazer uma bandeira de orgulho?
#1
(colocando o tópico aqui porque acho que tem mais a ver com identidades do que arte, mas tudo bem se acharem melhor mover)

andei lendo umas coisas e pensando... o que faz alguém qualificade para fazer uma bandeira?

uma outra bandeira transfeminina foi feita porque a rosa era só um complemento da bandeira azul para pessoas transmasculinas.

pessoas colocam avisos em suas bandeiras dizendo que não se identificam mais com o termo e avisando que isso pode ser um fator pra não quererem usar.

a primeira bandeira de lésbique não-binárie foi rejeitada por muita gente por 'ser só algo sem significado que alguém escolheu entre rascunhos aleatórios', sendo que era uma bandeira feita com a intenção de ser uma ideia para bandeira lésbica (por alguém que não era lésbique) que foi escolhida por ume lésbique nb pra representar lésbiques nb.

enquanto isso, um monte de outras bandeiras que não foram feitas por alguém da identidade são usadas por aí? muitas feitas por pride-flags e bmpf, por exemplo.

qual a opinião de vocês sobre isso?
  Responder
#2
Uma bandeira de orgulho deve representar comunidades e pessoas de certa identidade. Portanto, acho que idealmente deveriam ser feitas somente por pessoas que vão usar tais bandeiras para se representar ou representar seus grupos. E, mais idealmente ainda (porque isso raramente acontece e é pouco viável para várias identidades), cada comunidade deveria se reunir e escolher a(s) bandeira(s) que melhor lhes representam.

Isso porque não adianta alguém fazer uma bandeira "só pra ter uma" e as pessoas que realmente forem usar elas para se identificarem não gostarem de tal bandeira, ou não acharem que ela representa bem sua identidade.

Agora, eu não acho que é necessariamente ruim quando alguém que cunha um termo (sem se identificar com ele) faz uma bandeira, já que não há a possibilidade da pessoa não entender o termo quando foi ela mesma que o cunhou. Também não acho ruim se uma pessoa que tem certa identidade pede ajuda de alguém que não é de certa identidade pra fazer uma bandeira, ou escolhe uma bandeira que representa sua identidade entre uma série de rascunhos.

O problema é fazer bandeiras "só pra ter", de forma que são mal pensadas ou pouco representativas. Embora pessoas que sejam de certa identidade possam fazer bandeiras ruins para ela, acho que é bem pior quando:
- Alguém está cunhando dezenas de termos ou querendo "preencher a falta de bandeiras" para vários termos e troca paletas de bandeiras mais originais (as que não são só faixas) para fazer as suas ainda que as duas identidades não tenham nada a ver, a proposta é apenas fazer logo alguma bandeira;
- Pessoas que não vão ter que lidar com as consequências disso (por não usarem o termo ou nem se encaixarem nele) fazem bandeiras que são ruins de lembrar, reproduzir e/ou diferenciar de outras bandeiras.

Também acho bem tóxica a mentalidade de que toda identidade precisa ter bandeira assim que é cunhada, quando vários termos legais, úteis e até mesmo bastante citados não possuem bandeira, ou só foram ter bandeira muitos anos depois de terem sido cunhados ou popularizados. É possível falar de identidades que alguém tem ou gosta sem incluir bandeiras. É possível esperar ter uma comunidade formada e interessada antes de se decidir por um design.
  Responder


Possíveis tópicos relacionados...
Tópico: Autore Respostas: Visualizações: Última mensagem
  Pretendo ajuda na procura da melhor terminologia para site Cyril 5 1.956 29-12-2018, 02:44 PM
Última mensagem: Aster
  Adjetivos para Qualidades de Gênero/Gêneros Bases danicamel 14 4.120 05-07-2018, 05:53 PM
Última mensagem: danicamel
  Títulos neutros para pai e mãe namy 5 2.714 25-06-2018, 12:40 PM
Última mensagem: danicamel

Saltar para a área:


Usuáries vendo este tópico: 1 visitante(s)