• 0 votos - 0 média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
como popularizar conjuntos diferentes?
#1
é óbvio que eu não quero obrigar ninguém a usar conjuntos que não quer, mas eu tenho altas dúvidas sobre tanta gente, especialmente gente nb, só querer usar a/ela/a, o/ele/o ou elu/e.

o que acontece? por que a gente não tem espaços com listas de pronomes enormes, ou espaços para pedir sugestão de conjuntos, como na anglosfera?

ou só gente usando linguagens mais variadas em geral?

isso deveria ser mudado? e como?
let’s just drive into the sunset *
  Responder
#2
Acho que o que mais acontece é das pessoas não pensarem em como linguagem pode ser algo além de "feminina, masculina ou neutra". Mesmo quem diz usar "elu/delu" ao invés de "pronomes neutros" tende a achar que o único jeito de um conjunto existir é nessas caixas, e que daí se usa a, e ou o como artigos e finais de palavra.

Daí tem a outra questão que é a falta de costume. Se uma pessoa parece ser a única que não quer escolher entre uma dessas ou entre alguma combinação entre essas opções num grupo ou em vários grupos, tem mais chance da pessoa abaixar a cabeça e escolher algo "que o resto usa/entende/aceita" ao invés de questionar essa limitação.

E se a pessoa já tem dificuldade em aceitar algo como e/elu/e como possibilidade, por pensar no som e na escrita como ~estranhes~ por conta da falta de costume - algo que acontece entre várias pessoas que usam they/them, it/its e/ou neopronomes na língua inglesa mas que usam a/ela/a ou o/ele/o na língua portuguesa - a chance da pessoa querer adotar algo considerado "mais diferente" como, sei lá, ey/aon/il, é praticamente nula.

Quanto ao que dá pra fazer:

1. Espalhar o modelo artigo/pronome/final de palavra, ou algum outro que ao menos inclua tais elementos, de forma que uma pessoa não tenha que deduzir final a partir do pronome, por exemplo;

2. Usar neolinguagem no dia-a-dia, tanto como linguagem neutra onde possível (embora nesse caso seja melhor escolher um conjunto mais "feito pra ser neutro" do que algo como ao/ila/u) quanto em exemplos fictícios, em formas de se referir a pessoas quando é possível escolher entre conjuntos com ou sem neolinguagem, e em outras situações (roleplaying, conjuntos de animais de estimação, etc.);

3. Quando possível, normalizar que respeito a conjuntos ~mais diferentes~ é obrigatório. Postagens de positividade, correções quando alguém maldenomina, rejeição de retórica "só pode uma linguagem neutra pra ser mais fácil pra quem é binárie" e tudo mais.

Se der vontade de fazer gráficos ou tabelas ou listas ou o que for de conjuntos, isso também pode ajudar!

Também acho importante não demonstrar desconforto com quem muda de conjunto, usa vários conjuntos ou usa algo que pode ser considerado difícil de usar ou conflitante com palavras existentes. Geralmente as pessoas possuem plena noção de que quanto mais fora do padrão for um conjunto, menos ele vai ser utilizado, e de que pedir pra que pessoas mudem a linguagem sendo usada dá trabalho. Tornar as coisas mais difíceis pra quem quer experimentar conjuntos novos só faz com que essas pessoas desistam disso, especialmente se ninguém mais em volta usa conjuntos similares ou iguais.
  Responder


Possíveis tópicos relacionados...
Tópico: Autore Respostas: Visualizações: Última mensagem
  rótulos baseados em uso de conjuntos mimi 0 299 25-03-2021, 04:35 PM
Última mensagem: mimi
  quais os seus conjuntos preferidos, mas que você não usa? mimi 3 454 24-02-2021, 01:40 PM
Última mensagem: Vitor Rubião / Oltiel
  Dúvidas sobre o guia i/il/i e a utilização de conjuntos de linguagem diferentes Avar 1 776 01-11-2020, 04:06 PM
Última mensagem: Aster

Saltar para a área:


Usuáries vendo este tópico: 1 visitante(s)