• 0 votos - 0 média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
quais opressões/discriminações listar ou não listar?
#1
às vezes faz sentido listar em regras ou exemplos ou etc. uma lista de opressões, como "misoginia, racismo, queermisia, capacitismo, discriminação religiosa, tamanhismo, elitismo, discriminação contra trabalho sexual, discriminação com base em castas, etarismo, etc."

quantas/quais vocês listam? e o quanto faz sentido separar alguns termos entre termos mais específicos, como transmisoginia ou amatonormatividade?
let’s just drive into the sunset *
  Responder
#2
A disposição depende da situação em que a lista está sendo usada e do tópico que está sendo abordado em uma postagem. Por exemplo, em um aviso de não interação ("do not interact"), creio que faria sentido abordar as listas de discriminação mais gerais e acrescentar os sistemas/subsistemas opressivos que impactam diretamente a pessoa.

Particularmente, como não interajo de forma ativa em espaços não inclusivos, como redes sociais centralizadas, não sinto a necessidade de listar as opressões, mas acredito que, além dos já citados por você, utilizaria os seguintes:

- Alossexismo, amatonormatividade, amisia (especialmente contra pessoas a-espectrais e/ou de orientação fluida) e sexonormatividade;

- Anti neolinguagem;

- Apoio superficial;

- Cissexismo, exorssexismo e monogenerismo;

- Criminalização das drogas e do aborto;

- Femimisia;

- Gordemisia;

- Monossexismo;

- Periorientismo;

- Pena de morte.


Observação: Ao invés de criar uma lista e dar exemplos de experiências que se encaixam nas opressões citadas, criar um singlelink destinado à recompilação de explicações sobre sistemas opressivos e seus impactos serviria, caso já existam postagens que fizeram esse trabalho.
  Responder
#3
Eu acho que depende muito do contexto.

Por exemplo, mastodon.social lista discriminação baseada em castas como um dos tipos de discriminação não permitidos nas regras. Isso aconteceu após um grande fluxo de gente indiana que foi do Twitter pra lá parcialmente por consequência dessa discriminação. Agora, eu não listo isso em praticamente nenhum contexto porque 1) apesar de eu ter lido sobre como opressão baseada em casta funciona, não é um tipo de opressão com o qual tenho muito contato e 2) não é um tipo de opressão que eu vejo muito nos espaços online que frequento (nem em questão de ver gente reclamando sobre sofrer discriminação com base nisso). Se eu fosse listar todos os tipos de opressão que conheço eu até mencionaria isso, mas se a ideia é dar só alguns exemplos, não vejo sentido.

Sobre especificar também depende do ambiente. Em um contexto mais geral, eu não vejo sentido em especificar várias formas de queermisia, e ao invés disso prefiro focar em listar opressões diferentes (como capacitismo e racismo). Mas se a ideia for, por exemplo, um grupo de chat trans, acho que faz sentido citar nas regras coisas como exorsexismo, reducionismo de gênero e/ou transmedicalismo não serem ideologias permitidas.
  Responder
#4
(22-07-2023, 01:19 PM)Uriel escreveu: Por exemplo, em um aviso de não interação ("do not interact"), creio que faria sentido abordar as listas de discriminação mais gerais e acrescentar os sistemas/subsistemas opressivos que impactam diretamente a pessoa.

em um aviso de não interagir não faz sentido listar um monte de discriminação, por ser um pedido abrangente demais. dizer "transmísiques não interajam" não vai nem afastar ataques de gente transmísica e nem pessoas cis que acham tudo bem ver ser trans como fetiche. dá pra listar visões bem específicas, como "não interaja se você odeia lésbiques bi", mas isso só vai impedir interação de pessoas com 95% das mesmas ideias em comum a ponto de conseguirem só discordar disso ao invés de usar como motivo pra ataque.

é sério, colocar uma lista abrangente de opressões como motivos pra não interagir é uma ideia absurda. todo mundo ainda tem o que aprender sobre misoginia, queermisia, racismo, capacitismo, etc., e a maioria das pessoas não tem noção de que reproduzem essas coisas. agir como se essa atitude livrasse um grupo de amizades de reproduzir discriminação ou fazer amizades com reaças é uma atitude super perigosa. tudo bem querer filtrar quem interage por conta do que pessoas *mostram* (tipo colocar um nome específico que dá gatilho como nome de usuárie ou encher perfil de pornografia), mas querer "filtrar" pelo que pessoas fazem quando não estão interagindo com tal perfil ou por rótulos nebulosos que quase ninguém acredita que merece não rola.

minha pergunta foi por curiosidade, mas se for pra pensar em aplicações, seriam: citar em listas de regras de comunidades como grupos de chat ou sites; citar em conversas, assim como fiz ali em cima; talvez citar em algum tipo de aula sobre o assunto. pra essa última coisa faz sentido trazer uma lista com o objetivo de ser completa, mas minha pergunta é mais sobre o que cada ume prioriza em situações onde citar absolutamente tudo pode não ser prático.
let’s just drive into the sunset *
[-] 1 usuárie deu agradecimento a mistério por esta postagem:
  • Uriel
  Responder


Possíveis tópicos relacionados...
Tópico: Autore Respostas: Visualizações: Última mensagem
  recursos sobre opressões em português? mimi 2 5.386 02-03-2017, 06:39 AM
Última mensagem: mimi

Saltar para a área:


Usuáries vendo este tópico: 1 visitante(s)