• 0 votos - 0 média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Tópico sobre exorsexismo
#1
Eu não sabia se fazia uma postagem no blog, ou uma página... mas acho que o formato de tópico é mais adequado, pelo menos em relação a poder ter atualizações constantes sem ser algo estranho.

Então. Exorsexismo. Eu sei que muita gente me estranha usando a palavra, mas, como uma pessoa não-binária branca, esta é uma palavra útil para mim.

1. Conceito

Exorsexismo é, resumidamente, o sistema opressivo que atua contra pessoas que não são 100% do gênero mulher e nem 100% do gênero homem. Isso inclui qualquer pessoa não-binária e também pessoas que não se identificam como não-binárias, mas que cabem na definição da palavra.

Exorsexismo inclui:
  • A crença de que só existem dois gêneros;
  • A crença de que só existem dois tipos de linguagem ("masculina" [o/ele/o] e "feminina" [a/ela/a]), de que não existe necessidade para linguagem neutra e de que neolinguagem é bobagem que não deveria existir;
  • A crença de que todos os gêneros não-binários devem ter base em gêneros binários;
  • A crença de que todos os gêneros não-binários baseados em gêneros binários são "basicamente binários";
  • A crença de que ser não-binárie é uma escolha superficial, uma modinha, um "modificador", algo que é sempre irrelevante, porque a pessoa é "na verdade" homem ou mulher;
  • A crença de que gêneros só são válidos quando existem pessoas cis de tal gênero em nossa sociedade;
  • A crença de que gêneros definidos por trauma, neurodivergência, intersexualidade, ou outras experiências são inválidos;
  • A crença de que é certo tratar homem e mulher como gêneros opostos;
  • A crença de que é certo separar coisas ou pessoas entre (coisas de) homem e (coisas de) mulher;
  • A crença de que pessoas não-binárias na verdade são cis, ou pessoas trans binárias com cissexismo internalizado, e que não merecem estar em comunidades para pessoas trans, ou terem acesso a recursos trans como terapia hormonal, cirurgias de redesignação sexual, etc.;
  • Entre outras crenças relacionadas.
Exorsexismo é um tipo de cissexismo (que é o sistema opressivo contra qualquer pessoa não-cis). Nem todas as pessoas não-binárias sofrem da mesma maneira sob exorsexismo. Pessoas trans binárias podem ser afetadas indiretamente por exorsexismo, pois são afetadas por pensamentos de que estão "erradas" por "não serem nem homens e nem mulheres", mas a questão é que pessoas não-binárias sofrem certos tipos de discriminação mais específicos, e exorsexismo é uma palavra que nos ajuda a falar sobre isso.

2. Criação e controvérsias

Antes de existir exorsexismo, era comum que as pessoas se referissem à discriminação de pessoas não-binárias em comunidades anglófonas como nonbinary erasure (apagamento não-binário). Isso porque várias instâncias de exorsexismo são simplesmente pessoas não percebendo que mulheres e homens não são as únicas pessoas que existem.

Porém, pessoas não-binárias são alvos de chacota mais aceitáveis para váries trolls, e somos inclusive alvos de chacota porque pessoas trans binárias podem nos usar para se alavancar: afinal, elas são só pessoas que nasceram no corpo errado e que precisam de cura, enquanto nós somos meninas que queremos ser especiais com termos novos e linguagem diferente.

Pessoas abertamente não-binárias também possuem mais dificuldade em conseguir hormônios e cirurgias, até porque não temos como ser muito cisnormatives quando não existe um padrão de gênero sob o qual podemos ser avaliades. Também não temos como parecer pessoas cis de nossos gêneros.

Também temos pessoas dentro da comunidade LGBT+ que querem nos reduzir a um gênero binário ou outro, para não terem que reconsiderar o que significa gay, hétero ou bi.

Enquanto muitos desses exemplos cabem em apagamento, poderia ser bom ter uma palavra mais impactante para tais coisas, não?

A palavra óbvia seria binarismo, mas, pela história dessa palavra com relação ao apagamento e discriminação contra gêneros e pessoas de gêneros fora de homem e mulher em povos de certas culturas, o argumento de apropriação se tornou uma arma para as pessoas que já não gostam muito da ideia de existir vocabulário próprio para pessoas não-binárias.

Daí vem toda aquela história de dizer que pessoas brancas só querem ser oprimidas. De que como binarismo é somente em relação a pessoas de certas culturas, pessoas brancas não-binárias não sofrem de opressão mais específica que cissexismo. O que é chato até para pessoas não-binárias que não são brancas, mas que também não sofrem de binarismo por não viverem em alguma cultura que teve gêneros atacados e apagados por não serem homem ou mulher.

Depois de múltiplas consultas com pessoas trans binárias e não-binárias, inclusive pessoas racializadas, Vees (vergess/intersex-ionality no Tumblr) fez uma postagem apontando alternativas para como chamar essa discriminação específica contra pessoas não-binárias. Mesmo com a pesquisa final mostrando polarsexismo com uma grande vantagem, exorsexismo foi a palavra que ficou, talvez pela popularidade do blog exorsexistbullshit.

Obviamente, a palavra ainda foi repetidamente atacada, tanto por "apropriar binarismo" quanto por "deixar implícito que pessoas trans binárias não são oprimidas". E, obviamente, porque pessoas não-binárias não são oprimidas de verdade, são só pessoas cis querendo ser especiais e etc. etc. etc.

Mesmo assim, existem duas vantagens óbvias da palavra, as quais são evitar o sufixo -fobia e incluir qualquer pessoa que não seja 100% homem ou 100% mulher, independentemente da pessoa se identificar como não-binária ou não.

3. Exemplos, para entender melhor, eu acho?

a) É mais fácil explicar para pessoas cis o que é um homem trans do que explicar o que é uma pessoa gênero-fofo;

b) As pessoas em geral vão levar mais a sério ume andrógine do que uma pessoa poligênero;

c) As pessoas em geral vão insistir em usar pronome ele ou ela (especialmente em relação com o gênero que a pessoa pensa ser o "gênero de verdade" da pessoa não-binária);

d) Uma pessoa gênero-fluido mulher/homem vai ser levada mais a sério do que uma pessoa fluxofluida;

e) Uma pessoa raramente vai passar como não-binária. O máximo que acontece é ter pessoas se confundindo sobre o gênero da pessoa, mas elas só vão considerar gêneros binários.

Para finalizar, vale lembrar que pessoas podem sofrer tanto por transmisoginia quanto por exorsexismo. Uma coisa não invalida a outra. E que não adianta ficar quantificando opressão, especialmente quando ela toma formas diferentes.


  Responder
#2
Deixa eu ver se eu entendi:

Exorsexismo: Discriminação contra pessoas não-binárias, ou contra coisas que fazem parte da experiência não-binária (identidades de gênero complexas, neopronomes, etc)

Binarismo: Discriminação contra pessoas não-binárias de outras culturas (duplo espírito, hijra, etc)?
  Responder
#3
@memelord_

Yeah, mais ou menos isso!

Só que pessoas dois espíritos, hijras, e outras pessoas de gêneros que não são mulher ou homem existentes em outras culturas não necessariamente se identificam como não-binárias, já que tanto transgênero quanto não-binárie são conceitos que não existem naquelas culturas. Esses gêneros não eram originalmente marginalizados em suas próprias culturas.

Binarismo (ao menos nesse contexto) é muitas vezes descrito como a intersecção de exorsexismo com racismo e colonialismo.

  Responder
#4
Ahhh sim, entendi!
  Responder
#5
Eu li tudo, inclusive as referências. Wow. GG.
  Responder
#6
Obrigade!

  Responder
#7
falam muito de exorsexismo em fandoms/shows também... tipo, quando ume personagem não tem gênero confirmado oficialmente, tomam isso ou como canonicamente nb ou como "gênero aberto à interpretação"...

o pior é que isso deixa implícito que pessoas nb são inexistentes, ou que temos gênero aberto a interpretação
  Responder
#8
Yup! Personagens como Stevonnie, Frisk e Zoë Hange com certeza seriam considerades NB até que o contrário fosse provado, se não vivêssemos em uma sociedade que não está acostumada ou confortável com representação não-binária.

  Responder
#9
Atitude exorsexista que tenho encontrado muito ultimamente, e que também é comum quando se fala de assuntos intersexo ou de orientações incomuns: utilizar a desculpa da ignorância para reforçar o quanto pessoas não-binárias são marginalizadas.

Por exemplo, quando pessoas dizem que não sabem se conseguem tratar pessoas não-binárias pela linguagem correta porque "não sabem pronunciar", quando no caso de algum nome ou palavra importante a pessoa chutaria ou perguntaria;

Ou quando pessoas, mesmo não diretamente envolvidas na conversa, dizem e insistem que não conhecem as palavras/o assunto que está sendo discutido. Ué, em outros casos, essa pessoa provavelmente ficaria quieta, perguntaria ou pesquisaria, não?

E, claro, tem sempre aquela questão de reclamar sobre o quão complicada, difícil e/ou nova é a identidade e/ou linguagem de uma pessoa não-binária. Como se tal pessoa não ouvisse isso de praticamente todo mundo.

  Responder
#10
Enquanto eu editava esse vídeo, fiquei pensando na questão de pessoas GNC/trans binárias achando que sofrem exorsexismo por não serem vistas como pessoas legítimas de seu gênero...

E acredito que isso por si só é uma forma de exorsexismo, porque iguala a experiência não-binária a uma experiência de não atender expectativas de gênero, quando vai muito além disso.

Policiamento de gênero é algo que faz parte do cissexismo em geral (além de misoginia e mascunormatividade), exorsexismo é reservado para pessoas que não possuem gêneros binários, por mais que outras pessoas possam ter se deparado com situações similares às que geralmente são associadas ao exorsexismo.

  Responder


Possíveis tópicos relacionados...
Tópico: Autore Respostas: Visualizações: Última mensagem
  abaixo assinado sobre a decisão do governo de portugal mimi 1 242 21-05-2018, 06:53 PM
Última mensagem: Aster
  Precisamos falar sobre: não-binarISMO, bissexismo, rotulismo e etc. loren 1 195 28-03-2018, 09:44 PM
Última mensagem: loren
  Sobre aquela citação da Simone de Beauvoir [cissexismo, transmisoginia] memelord_ 7 440 12-02-2018, 01:04 PM
Última mensagem: karymaAssemany

Saltar para a área:


Usuáries vendo este tópico: 1 visitante(s)